quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Livro da Verdade
A lista dos pastores evangélicos mais ricos do Brasil, as custas do pobre cidadão que cai no “conto do dízimo”
Será que os Pastores mais ricos do Brasil, seriam capazes de viver igual nosso Senhor Jesus, sem nenhum bem material? Veja os Pastores mais ricos do Brasil que enriqueceram as custas dos 10% pagos pelos fiéis. E que até hoje continuam manipulando usando o nome de Deus para ganhar dinheiro. Os Pastores costumam comparar a quantidade do valor do dízimo ao tamanho da fé. O que você acha disso?
“Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas! Pois mais fácil é passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que entrar um rico no reino de Deus.” (Lucas 18:18-30)

Lista de fortuna dos lideres evangélicos brasileiros, segundo a revista FORBES

Edir Macedo (IURD) – R$ 2 bilhões

Valdemiro Santiago (IMPD) – R$ 400 milhões

Silas Malafaia (AD) – R$ 300 milhões

R.R. Soares (IIGD) – R$ 250 milhões

Casal Hernandez (Renascer) – R$ 150 milhões


Edir Macedo
Fundador da Igreja Universal, dono da Record e banqueiro do Banco Renner, Edir Macedo, tem cerca de 1000 metros quadrados e fica no templo de salomão, na região do Brás, em São Paulo.

A Revista Veja-SP deu detalhes sobre a luxuosa cobertura, com porta de entrada aberta através de um cartão magnético, há também uma piscina coberta um jardim de inverno, segundo a publicação, Edir e sua esposa ocupam o maior dos apartamentos (1000 metros quadrados).
Exclusivo: Conheça os segredos do apóstolo milionário Valdemiro Santiago

Saiba com exclusividade como o dirigente evangélico Valdemiro Santiago desvia dinheiro doado pelos fiéis para enriquecimento pessoal. Documentos obtidos pelo Domingo Espetacular, da Rede Record, comprovam que o apóstolo comprou várias fazendas no Pantanal (MT) com dinheiro da igreja. São terras de perder de vista e milhares de cabeças de gado, pista de pouso e mansão com piscina.

São fazendas riquíssimas encravadas no coração do Pantanal. Elas foram compradas com dinheiro dos fiéis da Igreja Mundial do Poder de Deus. O dono delas é o homem que se intitula apóstolo e presidente da igreja.
Segundo a Justiça, a Igreja Mundial tem dezenas de templos ameaçados de fechar por ordens de despejo. Ao mesmo tempo, o apóstolo Santiago fica cada vez mais rico.

Silas Malafaia diz que vai ‘ferrar’ revista que revelou sua fortuna


O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, disse que vai entrar na justiça contra a revista Forbes para “ferrar esses caras”.

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Livro da Verdade
Lembra daquele rapaz que um dia em frente a câmera ameaçava a policia com uma faca?
Hoje volta para se redimir com a sociedade e mostrar sua nova vida.
Esse deu sorte, teve uma segunda chance, enquanto houver vida há esperança, parabéns!

Assista o vídeo abaixo e veja como ele está hoje.
SE VOCÊ ACREDITA QUE DEUS TEM O PODER DE MUDAR AS PESSOAS PARA MELHOR, COMPARTILHE!

sábado, 22 de julho de 2017

Livro da Verdade
A audiência de custódia é o instrumento processual que determina que todo preso em flagrante deve ser levado à presença da autoridade judicial, no prazo de 24 horas, para que esta avalie a legalidade e necessidade de manutenção da prisão.
Um vídeo postado na internet, mostra um acusado passando por uma dessas audiências. As imagens são impressionantes. O acusado desafia o juiz, xinga os policiais e permanece alterado o tempo todo durante a audiência. No mesmo vídeo, aparece um outro caso em que um criminoso é tratado como uma vítima, um inocente.

sábado, 15 de julho de 2017

Livro da Verdade


Um exame de DNA confirmou ser de Itaberlly Lozano, de 17 anos, morto em dezembro, o corpo encontrado carbonizado, em janeiro, em canavial de Cravinhos, no interior de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, o rapaz foi morto pela própria mãe, com a ajuda do padrasto, por ser gay.
O laudo, do Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo, ficou pronto na quinta-feira, 13. Os restos mortais, que permaneciam no IML de Ribeirão Preto aguardando o resultado do DNA, foram liberados à família e serão sepultados nesta sexta-feira, 14.

As circunstâncias do assassinato chocaram a cidade de 34 mil habitantes, na região de Ribeirão Preto. A Polícia Civil e o Ministério Público acusam a mãe do rapaz, a gerente de supermercado Tatiana Ferreira Lozano Pereira, de 33 anos, de ter tramado a morte do filho por não aceitar sua condição de homossexual. Ela contou com a ajuda de outros três jovens para o crime, executado na noite de 29 de dezembro, e do marido, padrasto do rapaz, para esconder o corpo.
Itaberlly foi atraído para a casa da mãe e morto com facadas no pescoço. Tatiana foi ajudada por Victor Roberto da Silva, de 19 anos, Miller da Silva Barissa, de 18, e por uma garota de 16.

Seis dias antes de ser assassinado, o rapaz postou em rede social que a mãe o havia espancado por ser homossexual. No texto recuperado pela polícia ele escreve: "Lembrando que essa mulher que eu chamava de mãe me espancou e colocou uma renca de mlk (moleques) atrás de mim para me bater, me pôs para fora de casa e me deu uma pisa (surra), sabe por quê? Porque eu sou gay".
O casal e os dois rapazes estão presos. A garota está sob custódia, já que a polícia acredita que ela também tenha participado do assassinato. O processo segue em segredo de Justiça por envolver menores, e a próxima audiência está marcada para o dia 2 de agosto.

O Ministério Público acusa a mãe de homofobia e quer levar os acusados a júri popular, sustentando a tese de homicídio duplamente qualificado. A defesa do casal atribui o crime aos dois jovens que foram chamados por ela apenas para dar um "corretivo" no filho.

Fonte: NoticiaAoMinuto

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Livro da Verdade
Todos nós já sabemos do abismo existente na diferença dos preços dos carros brasileiros, quando comparados com os custos em outros países, especialmente os Estados Unidos. Mas sempre é importante verificarmos exemplos reais que mostram também como o poder de compra dos trabalhadores varia bastante, tornando possível a aquisição de veículos que seriam dos sonhos aqui no Brasil.
Para ilustrar de forma impressionante esse cenário, o vídeo a seguir, gravado pelo Canal do Rabicó, mostra como foi possível a compra de um Ford Mustang V6 2017, automático, no estado do Texas, nos Estados Unidos. O autor do relato é brasileiro e trabalha em uma loja de roupas na região.

De acordo com suas palavras, incluindo o segundo vídeo com esclarecimentos adicionais, ele possuía antes um Nissan Altima, avaliado em 8 mil dólares. O novo Mustang teve o custo de cerca de 23 mil dólares (aproximadamente R$ 73 mil, preço de uma Volkswagen Saveiro Cross no Brasil).
Além disso, o bastante simpático Rabicó também comentou que seu salário é de aproximadamente 800 dólares por mês, sendo que as prestações do carro serão em torno de 200 dólares. Assista agora à história completa e veja os detalhes do Mustang V6.
CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO COMPLETO!

Fonte:autovideos

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Livro da Verdade
De acordo com levantamento eleitoral feito pelo instituto Paraná Pesquisas para a presidência da República, em 2018, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), sai na frente no estado do Rio.
O instituto analisou dois cenários. No primeiro, com o prefeito de São Paulo, João Doria, na disputa pelo PSDB, Bolsonaro teria 22,8% dos votos, seguido pelo ex-presidente Lula, com 17,7%; Joaquim Barbosa, com 10,3%; João Doria 8,9%; Marina Silva 8,1%; Ciro Gomes 5,6%; Alvaro Dias 3,5%; Não sabe, 5,4%; Nenhum 17,6%.
Já com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, na disputa, no lugar de Doria, a vantagem de Bolsonaro cresce ainda mais, indo para 24,0%; Lula manteria os 17,7%; Joaquim Barbosa, 11,1%; Marina Silva 8,8%; Ciro Gomes 5,8%; Geraldo Alckmin 5,3%; Alvaro Dias 4,2%; Não sabe 5,4%; Nenhum 17,7%.
Como sabemos que Lula não disputará devido a problemas com a justiça e vai estar na cadeia em 2018, com isso Bolsonaro é o líder nas pesquisas.
Livro da Verdade
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro no episódio envolvendo a compra de um tríplex no Guarujá (SP). A sentença foi proferida nesta quarta-feira (12) pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância.
loading...
O magistrado da 13ª Vara Federal de Curitiba determinou que Lula  poderá recorrer da sentença em liberdade. O magistrado chegou a escrever em sua decisão que "caberia cogitar a decretação da prisão preventiva", mas a "prudência recomenda que se aguarde o julgamento", pois a prisão de um ex-presidente envolveria "certos traumas".
Moro apontou "relação espúria" entre Lula e a empreiteira OAS no esquema envolvendo a compra do apartamento 164-A no Condomínio Solaris e disse que os crimes investigados nesse episódio culminaram no repasse de R$ 16 milhões ao Partido dos Trabalhadores.

"O condenado recebeu vantagem indevida em decorrência do cargo de presidente da República, ou seja, de mandatário maior. A responsabilidade de um presidente da República é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes. Isso sem olvidar que o crime se insere em um contexto mais amplo, de um esquema de corrupção sistêmica na Petrobras e de uma relação espúria entre ele o Grupo OAS", escreveu o magistrado na sentença.
O juiz federal também criticou a postura adotada pelo ex-presidente, alegando que Lula adotou "condutas inapropriadas" e "tentou intimidar a Justiça".

"[Lula] tem adotado táticas bastante questionáveis, como de intimidação do ora julgador, com a propositura de queixa-crime improcedente, e de intimidação de outros agentes da lei, procurador da República e delegado, com a propositura de ações de indenização por crimes contra a honra. Até mesmo promoveu ação de indenização contra testemunha e que foi julgada improcedente, além de ação de indenização contra jornalistas que revelaram fatos relevantes sobre o presente caso, também julgada improcedente."
"[O ex-presidente] tem ainda proferido declarações públicas no mínimo inadequadas sobre o processo. Essas condutas são inapropriadas e revelam tentativa de intimidação da Justiça, dos agentes da lei e até da imprensa para que não cumpram o seu dever", escreveu o juiz federal.

"Não traz satisfação pessoal"

Sérgio Moro fez questão de destacar, ao fim de sua sentença, que a condenação "não traz qualquer satisfação pessoal" a ele.

Fonte: Último Segundo